quarta-feira, dezembro 10, 2003

aconteceu agora comigo

ligação do unibanco. a voz metálica avisa: ligar para o banco ; assunto de seu interesse.
telefono para minha gerente de conta. pergunto: algum problema ? eu já sabia que não deveria ter. é uma conta para receber meu salário. apenas. retiro tudo e transfiro para outra. acabou. todos os meses. durante anos. assim. exatamente assim.

ela diz que retornará pois está atendendo. ao meio dia e um pouco retorna o telefonema: a senhora precisa depositar 28 reais. tá com este furo na sua conta. - mas por que? pergunto.

ela: deixe-me tirar um extrato. aí começa: cpmf, manutenção da conta...

aí eu paro: manutenção de uma conta que é do governo federal para depositar meu salário? e eu quem pago? ela: não é bem assim. a senhora tem a conta e paga pela manutenção.

não vamos tergiversar, decido. eu só preciso saber porque tem um rombo de 28 reais numa conta sem talão de cheque, onde uso só o cartão e já reclamei que não desejo cartão de cliente preferencial. pelo qual eu pago mais. -é que houve uma ligação do banco para a senhora. cada ligação custa 4 reais. foram descontar na sua conta e não tinha, porque tiraram o cpmf. aí cobraram uma tarifa. passou para 28 reais. quando não encontram saldo cobram 20 reais, me explica a gerente de conta.

eu continuo sem entender. havia um pequeno saldo. tiraram cpmf. tiraram a manutenção da conta. tô pagando uma ligação que não sei porque cargas d'água fizeram pra mim, se ainda deixei algum saldo para eventualidades, desde que há dois meses some dinheiro da conta... some assim: tarifa disto e daquilo e daquiloutro....

é mais a senhora tirou extrato. então é tanto por extrato. tá já sumiu mais de 30 reais da minha conta e ainda tou devendo? pergunto. ela responde: não sumiu. a senhora pagou o uso da conta, tarifas.... e o telefonema.

mas como estão me cobrando outro telefonema que é quatro reais de custo e já virou 28? e telefonema para quê? é que cobraram a tarifa do mês passado e não tinha saldo, a senhora reclamou. é conta salário. houve extorno. aí tem outra tarifa pra pagar o extorno. ela explica.

é ótima pessoa. adoro minha gerente de contas. é um ser humano notável. está apenas tentando explicar o que não tem explicação. a conta não fecha. ah! solução encontrada por ela: há outro telefonema, o de hoje, para avisar que a senhora deve 4 reais, aí ficaram oito. por não ter saldo vai pra 28. ela explica.

tá vou fazer um doc. é de município para município. senão amanhã serão 56 reais. e nesta brincadeira sem eu saber porque já está beirando um sumiço de 100 reais. eu pergunto: mas o que mudou filha? - tem tarifa nova, ela responde. a senhora já recebeu os valores....

e agora? o governo vai comer uma fatia de meu salário com a cobrança do inss, o banco outra, cobrando tarifas. a continuar assim, dentro em breve, em vez de receber salário de aposentadoria vou ficar devendo. aí meu, não sei como pagar.

alguém entendeu esta conta? nem eu.



Nenhum comentário: