quarta-feira, setembro 02, 2009

de conversa mineira à lei de gerson

Noticiarama deixou um novo comentário sobre a sua postagem "blog de caxambu":

Olá Esther, como vai?

Obrigado pela citação. Foi isso mesmo. Após acompanhar o seu blog, sempre escrito de forma brilhante, vi que tínhamos espaço para utilizar ainda mais a ferramenta e lancei o NOTICIARAMA. Hoje o referido jornal on line se tornou um espaço plural, democrático (e não oposicionista como disse a Ana Laura) feito por várias cabeças. Algumas contra o Prefeito, outros a favor, outros nem contra nem a favor como é o meu caso particularmente. Contamos ali com a ajuda de vários colunistas, gente de diversos setores da comunidade. O que eu acho que está sendo bem legal. Não é um blog meu, hoje atuo muito pouco nele devido a outras atividades profissionais como jornalista, mas é mais um serviço para a cidade que deveria ser melhor explorado por todos.

Fica aqui mais uma vez o convite para que você mesma, a Ana Laura, o Fernando Victor, ou seja lá quem for, que venha participar. Pois como você mesma disse e com muita propriedade, não existe um lugar único onde se encontram as informações. E com a internet então...por isso a soma de todos estes blogs, sites, portais, twitter, e o que mais vier, trás para nossos dias a liberdade de expressão pela qual jornalistas como você lutaram a vida toda.

Só não entendi duas coisas no seu comentário: a Tocha (????) pois eu editei por 13 anos o jornal TRIBUNA de Caxambu. E vc citou depois Sérgio Levenhagem, que também é um grande colunista do Arte 3 que muito agregaria ao NOTICIARAMA.

Sobre os acessos no blog da Prefeitura achei fantástico estar com 100 mil acessos. Tomara que chegue a 1 milhão logo.

abraços,

Saúde e Paz.

Sérgio

***

sergio monteiro, do noticiarama comentou neste blog, recebi por email o comentário e respondo.

oi sérgio

tudo bem?


obrigada por ter respondido. nem parece que residimos na mesma cidade tal os apelos profissionais que nos ocupam. como vai na atividade de rádio. apaixonante, não? sinto saudades do rádio, menos agora quando faço este trabalho de audiolivro.

deixa te contar: o sergio levenhagem ajudou o jourdan amora e o estado do rio de janeiro a ter sua casa do jornalista. isto me foi dito pelo próprio jourdan e pude confirmar com o mesmo.

e, quanto a tocha, tive o prazer de ter nela uma contribuição sua, lembra? assim como até a claudia, irmã do maurilio , também lá escreveu alguma coisa. foi um momento muito bom de encontro do qual ficou a saudade.

quanto a ser um espaço oposicionista, veja bem, isto é super saudável. na vida nada está mais presente do que a tese e a antítese e uma não existiria sem a outra.

ainda bem que podemos respirar e falar em oposição. a obrigatoriedade de ser mudo, cego, e banido, imposta durante a ditadura, tirou do brasil o brilhantismo de toda uma geração e o que vemos em nossa dita inteligência é indigência da sabedoria e a necessidade de levar vantagem em tudo, a famosa lei do gerson, recorda?



pena que este mal dizer e fazer ficou com o nome dele , com quem convivi em niterói, casado com a filha do elídio toledo, muito minha amiga.

oposição é não concordar com um projeto ou uma idéia do governo,...abrir uma discussão a respeito,...argumentar por que é contra,... sabemos que existe a oposição burra , aquela que vota contra,...sempre contra,...e na maioria das vezes porque é oposição!!!

oposição é discordar de alguma coisa, em política, em astrologia e astronomia é um planeta estar em lugar oposto ao de outro.

não vejo problema que me citem como oposição em muitos de meus atos.

fico feliz em ver como a cidade hoje está muito mais bem informada e discute os atos municipais. isto é saudável. e sinto o mesmo pasmo ao ver como os visitantes do noticiaram são constantes, onde você, sabiamente , acolheu a todos os que desejam opinar.

este gesto de criar espaços é de uma riqueza mental e espiritual maravilhosa e, bastaria isto, para ter prazer em dizer que privo de sua atenção, não fossem outras qualidades que o acompanham.

é uma lástima que o tempo nos exija demais no trabalho. mas fica meu convite, e você sabe o caminho, certamente, de vir tomar um café e provar meu pão de queijo, mineiramente, desde que a maior parte de minha vida decorre nas gerais.

vamos nos ver, sergio

um abraço

esther

2 comentários:

Sergio disse...

Oi Esther.

É isso mesmo...ainda bem que existem os oposicionistas. Eu é que estou meio que de escanteio na política local até por entender que a hora é de observar e não falar...

Sobre o rádio...nossa comecei com 15 anos, hoje aos 40 ainda no meio..bom demais né?

Lei de Gerson! Apesar de engraçado, é lastimável um país que ainda pensa assim...

O Pão de queijo... Com certeza!

abraços,

Sérgio

esther lucio bittencourt disse...

aguardo, sergio

é só marcar o dia. provei um café de carmo de minas que é internacionalmente reconhecido, creio que ficou em segundo lugar no ano passado dentre a produção mundial, e dele não largo. poderá constatar como é delicioso

um abraço

esther

ps. hoje , se pudesse , iria a teresópolis ver apresentação de cabaret alemão . veja aqui: http://blogln.ning.com/profiles/blogs/show-de-cabaret-alemao-hoje-em
mas a gripe chegou e ficou. ainda bem que não a tal...